Ouve no Rádio Vê Aqui

É impossível fazer uma seleção e não ficar depois pensando a respeito do que me fez juntar uma música com a outra e de onde vieram aquelas gravações. Já falei muito sobre isso. Gosto das informações que vão aparecendo quase sem querer. É como tirar uma amostra de solo e pesquisar sedimentos, pura maluquice e diversão.
No play list dessa semana tem Erasmo Carlos cantando com Adriana Calcanhotto, Jorge Ben com “Que Nega é Essa” e Gilberto Gil com “Refavela” numa versão voz, violão e baixo do BandaDois.
Fui procurar essa turma no Youtube e acabei me jogando no groove de Tim Maia através do suíngue de Jorge Ben e caí num Roberto Carlos histórico. Achei gravações incríveis dos anos 70 que copiei aqui. Roberto foi o primeiro a gravar Tim Maia como todos sabem e fez isso estimulado por Carlos Imperial, uma figura polêmica mas muito importante pra música pop naquela época.

Roberto Carlos / Não Vou Ficar (Tim Maia)

Tim Maia / Idade

E agora da série “Ouve no Radio Vê Aqui”, a dupla Erasmo Carlos e Calcanhotto fazendo Gatinha Manhosa no programa do Sergio Groissman. No Vozes a gravação é “Imoral, Ilegal e Engorda”, mas essa eu não achei…

Erasmo e Adriana

E Benjor ainda Jorge Ben, cantando sua adorável musa Domingas acompanhado pelo saudoso grupo Originais do Samba.

Jorge Ben / Domingas

Daqui a pouquinho o Vozes entra na temporada de verão e vou postar aqui a nossa programação de melhores de 2010. O último especial do ano será com Gal Costa, ela mesma, comentando várias de suas gravações. A ver. E ouvir.

2 comentários sobre “Ouve no Rádio Vê Aqui

  1. Oi, gostaria de fazer uma correção, você disse que Roberto foi o primeiro a gravar Tim Maia, na verdade, o Eduardo Araújo ja tinha gravado uma versão de Você (que nao deu muito certo com a sua voz e seu arranjo, já que Tim a compos pensando no Roberto pra cantar), e justamente por ja ter sido gravado, o Roberto Carlos se negou a gravá-la de novo, por isso ele pediu pro Tim fazer outra música, que foi justamente Não Vou Ficar.
    Essa informação tem no livro do Nelson Mota sobre o Tim Maia (muito bom por sinal).
    PS: Conheci voce hoje lendo a sua coluna no Estadao, a partir de hoje, virei um leitor seu, pois me interesso muito por esse “estilo” habitado no nosso inconsciente coletivo, conhecido como MPB.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s