GAL, a baiana que deixa a mocidade louca!

Ninguém representou melhor a juventude dos anos 60, 70 no Brasil do que Gal Costa. Uma mulher linda, libertária, dando seu recado de novos tempos com pés descalços, muita voz e atitude. Fez espetáculos antológicos, gravou discos que representavam sua geração na arte e no comportamento com capa de Hélio Oiticica, poemas de Torquato Neto, Waly Salomão e Capinam, músicas novas de Caetano, Gil, Melodia, Jorge Ben, João Donato. Sua voz foi responsável por grandes sucessos na carreira desses autores e outros mais. Fez o Brasil cantar Caymmi e Ary Barroso, deu novos ares pra Chico Buarque e Tom Jobim. Gal é uma das maiores cantoras do Brasil.

Veja aqui Jô Soares entrevistando Gal Costa e ela cantando Luiz Melodia.

E quando digo isso não estou sozinha. O poeta Torquato Neto em sua Geléia Geral escreveu em 1971 por ocasião do show Gal a Todo Vapor:

“Disse e repito: Gal é a maior cantora. E garanto.
E você, bobão tropicalista, não venha me falar em épocas: todo mundo sabe que existem cantoras maiores em cada “época”, para todas as “épocas”, e que Aracy é a maior cantora e que Angela e Dalva também são as maiores e que Elizeth ainda é a maior cantora. Mas se você quer saber mesmo da maior cantora, a que sintetiza melhor e mais profundamente todas as “épocas” aqui, a mais quente, perfeita e livre e eu lhe digo, bobão: Gal. “

Aqui ela canta Torquato Neto.

Agora cantando Caetano Veloso.

E registrando pra história uma canção de Roberto e Erasmo Carlos.

No programa Ensaio, do gênio Fernando Faro, fazendo Macalé e Duda com o Som Imaginário.

Quando ela esteve em São Paulo pra lançar o cd Hoje em 2005 aproveitei sua presença no estúdio e espalhei na sua frente uns 20 discos da carreira de Gal Costa. Fomos escolhendo músicas pra comentar e daí saiu um material precioso que guardei por todos esses anos esperando a hora de montar um programa especial.
Com o lançamento da caixa Gal Total resgatei essa gravação e o resultado vai pro ar a partir dessa semana no Vozes do Brasil em todas as emissoras que fazem parte da nossa redinha.
Claro que não dá pra esgotar o tema em uma hora de programa. Gal Costa gravou seu primeiro compacto no final dos anos 60 e continua em atividade. Precisaria de mais uns 3 especiais como esse.
Mas, mesmo sendo um só, um recorte, uma pequena parte, não dá pra perder. A partir desse domingo na Eldorado em São Paulo as 20hs e na sequência na Lumen, Inconfidência, Educadora, Litoral e já já Nacional em Brasília. Confira horários e emissoras nesta página e veja porque Torquato Neto e eu temos Gal Costa em tão alto conceito.

3 comentários sobre “GAL, a baiana que deixa a mocidade louca!

  1. pat,

    gal é genial! (desculpe a rima…!)
    mas me preocupa como ser humano e artista o fato de artistas que morrem cedo ( hendrix, beatles, robert johnson, cesar sampaio, etc) serem melhores , no final das contas, do que os que sobrevivem. é um preocupação egoísta, eu sei. tive o privilégio de gravar uma faixa, voz e guitarra, com gal , no álbum slow food, do nouvelle. foi uma das maiores experiências musicais de minha vida. foi melhor ainda pois ela gravou num registro mais grave, como havia tempos não fazia, seja pelas exigências do mercado ou dos produtore, não sei. meu respeito por gal é infinito.
    sei que vou receber as pedradas dos fãs e dos amigos…
    mas juro que adoraria produzir algo digno dela hoje. nada do que ela tem feito mais recentemente está `a sua altura. nem ela e nem chico buarque. e não deve ser culpa nem dela e nem dos produtores. é algo mais forte. infelizmente. nem eu sei se superaria isso. mas tentaria…
    bjs.
    m.

  2. Gal é, de fato, poderosa!
    Gosto especialmente de sua fase tropicalista.
    Minha linha evolutiva – de cantoras – da música brasileira é essa:
    Gal/Marisa Monte/Céu

    PS: Maurício, o Ira! tem uma música chamada “Receita para se fazer um Herói” cujo refrão é: “Serve-se morto”
    Normal, cara, um morto não pode nos decepcionar.

    Beijos, Patrícia.

  3. Nossa adoro Gal Costa,absolutamente apaixonado por ela,se é a melhor não vou afirmar pois sou muito instável,amo Elis Regina,Bethânia é maravilhosa,e Adriana Calcanhoto dispensa comentários,se fosse feita uma votação,eu citaria Elis em primeiro,Gal em segundo,Bethânia em terceiro,e uma menção mais do que honrosa para Calcanhoto,um abraço Patrícia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s