Novos ares!!

Queridos ouvintes, depois de quase 20 anos no ar pela Eldorado FM agora estou em novos ares! Além das 8 emissoras que veiculam o Vozes do Brasil pelo país afora agora temos a nossa Rádio Vozes! http://www.radiovozes.com

Uma  plataforma digital maravilhosa com vários programas incríveis, inclusive o Vozes do Brasil. Taí o link acima! E temos o lindo app pra IOs e Android gratuito que ainda traz a experiência de rádio on demand, ou de podcasts.

Acessem e mandem seus recados!! beijos, bons ventos!!!

GAL COSTA FALA DE ESTRATOSFÉRICA NO VOZES DO BRASIL – ouça aqui as chamadas! Vai pro ar em todas as rádios parceiras!

Uma tarde de entrevista com Gal Costa para o Vozes do Brasil. No rádio pela primeira vez ela fala sobre Estratosférica.

Uma tarde de entrevista com Gal Costa para o Vozes do Brasil. No rádio pela primeira vez ela fala sobre Estratosférica.

A MAIOR CANTORA DO BRASIL

*texto publicado no sábado, 02 de junho, na coluna Ouvido Absoluto do C2+Música do Estadão.

Fui ao show Recanto de Gal Costa e fiquei absolutamente emocionada. É tão bom quando um artista nos tira do lugar. Desde as primeiras noticias sobre esse cd minhas expecativas foram grandes. Adoro Gal Costa. Sou fã e admiradora de sua trajetória na história da música brasileira. Recanto não me deixou na mão. Amei o cd. Dificil na primeira audição, impactante e avassalador logo depois. As estranhezas que Kassin inventa, o piano de Daniel Jobim, o violoncello de Jacques Morelenbaum, o Rhodes de Donatinho, prato e faca de samba de roda do Reconcavo tocados por Moreno Veloso, programações, sintetizadores, e dois violões apenas: Caetano em Tudo Dói, e Luiz Felipe de Lima no 7 cordas em Recanto Escuro. Produção primorosa e nada convencional de Moreno e Caetano Veloso. Queria muito ver isso tudo no palco.

Caetano dirigiu o espetáculo de roteiro primoroso. Ela cantou Baby, Divino Maravilhoso, Mãe, O Amor, Vapor Barato, clássicos de seu longevo e fundamental repertório e, claro, as novas canções.

Depois de Recanto, o show, posso dizer: Gal Costa é a maior cantora do Brasil. Torquato Neto já dizia isso em 70 quando Gal fez o Fa-Tal. E eu repito isso agora em 2012, com o Recanto. Que artista maravilhosa! Entrou com rouquidão, desafinou, se desculpou, assumiu uma faringite e depois só arrasou. Foi nas notas mais baixas, nas mais altas, emocionou e fez chorar. Foi aplaudida de pé no meio das canções. Que instrumento impecável, bem usado, que poder.

Recanto é um disco histórico. Gal e Caetano juntos outra vez. Estrearam juntos em lp com Domingo em 67. Pré tropicalistas com a referencia fortissima de João Gilberto, da bossa que tentavam inventar e desconstruir como dois quadradões desafinados na genial música manifesto Saudosismo. Autotune Autoerotico faz as vezes agora em 2012, diz tudo sobre a voz, a reinvenção, o artificial e nos leva ao delirio com a força dos versos e do caminho melódico que explora toda a força do instrumento Gal Costa. Neguinho foi outro momento marcante. No disco tem o baixo de Kassin, a guitarra de Pedro Sá, programação e sintetizadores de Zeca Veloso. No palco tem Pedro Baby maravilhoso na guitarra e violões, Domenico Lancelotti totalmente genial na bacteria e mpc e Bruno di Lullo, baixo e violão.

Assisti Recanto pertinho de Caetano Veloso que tomava sua indefectível Coca-Cola. Quando Gal cantou com dificuldade no começo do show ela se dirigiu a ele, disse pra não ficar nervoso que ela faria um show bonito. E foi mais que isso, foi uma noite pra se guardar. O disco e o show tem um recado pra dar, ou vários. Mas o que mais diz é sobre a história dessa parceria. E responde aos que estão sempre querendo saber porque os tropicalistas são uma referência tão forte pra cultura nesse país jovem e diverso.

Caetano Veloso tem sempre o que dizer. Suas canções fazem pensar, emocionam, encantam. As letras de Recanto são de uma beleza e de uma dor que há muito esperava ouvir com essa voz tamanha. Um repertório que faz juz `a ela, que é perfeito pra essa mulher importante, essa cantora emblematica.

Eu nunca fiz o coro dos que detrataram Gal Costa por conta de seus discos corretos mas pouco originais cobrando mais revolução fora do tempo. Eu esperava sempre por algo mais com a certeza desse potencial e com o crédito que ela tem por tudo o que já foi feito. Nem preciso listar aqui suas gravações definitivas, antologicas. São conhecidas por todo o Brasil. Fato é que Recanto é um grande disco. Procure saber. Se ainda não ouviu, corra pra se assombrar. E caso esse show se repita, não perca. Coisas sagradas permanecem mas o momento passa ligeiro.

Dani Gurgel no Vozes em Casa e ainda música nova de Andreia Dias e noticias de Otto Ouça Aqui

Nesse Vozes do Brasil tem música nova que chegou direto de Belém enviada por Andreia Dias e tem Dani Gurgel mostrando seu cd Viadutos.

VOZES DO BRASIL BL.01 (Andreia Dias e Felipe Cordeiro, Lirinha, Otto)

VOZES EM CASA DANI GURGEL