Ouve no rádio, vê aqui.

Essa semana no Vozes do Brasil a seleção está cheia de duetos. Isso começou por conta de Rita Lee e seu Bossa and Roll, disco antigo e delicioso, que ela fez só com violões há uns 20 anos. Lá na última faixa ela chama Gal Costa pra cantar “Mania de Você” e as duas se divertem muito com a experiência. Brincam uma com o repertório da outra e se não fazem a melhor versão dessa deliciosa música da safra paixão Rita e Roberto, fazem uma das mais interessantes pra quem gosta desse tipo de troca que só se dá ao vivo. Eu adorei e compartilho.

Gal Costa e Rita Lee – Mania de Você

Outro encontro incrível entre duas vozes arrebatadoras: Cássia Eller e Luiz Melodia. No projeto Casa do Samba eles cantam juntos “Juventude Transviada”. Cássia dá um show de tranquilidade com seu vozeirão. Solta a voz e destrói nessa interpretação. Luiz Melodia é pra mim o melhor cantor de sua geração. Compositor genial, herdeiro da tradição do Estácio de Sá e expoente da cultura pop tropicalista marginal. Duo de gigantes!

Luiz Melodia e Cássia Eller – Juventude Transviada

Paulinho Moska é um pensador. Faz música como matemática pura. E Lenine é um maravilhoso irrequieto que cultiva orquídeas. Dois grandes compositores e dois violões cheios de personalidade. Juntos eles fazem “Do It”, de Lenine, numa gravação do genial programa Zoombido.

Moska e Lenine – Do It

A seleção completa está na página Play List do Vozes e eu chamo a atenção aqui pra versão de voz e violão de “Cangote” com a Céu que foi gentilmente cedida por Alexandre Matias do site O Esquema. Eu ouvi e adorei, pedi pra Céu, que pediu pro Alexandre e com a ajuda da Bebel Prates colocamos no ar! Lindo!

Na entrevista da seman temos Claudia Dorei e seu Trip Hop Tropical. Aqui mesmo na sala de casa conversamos sobre seu primeiro cd, Respire, e o bate papo está na integra nesta edição do Vozes do Brasil.

Confira as emissoras na página Vozes do Brasil no Rádio. Bom programa!

Diversidade é isso! Destribificar!

No Vozes Do (co) Mentado o genial André Abujamra mandou esse verbo pela primeira vez : destribificar. E ele anda fazendo isso por aí afora, misturando tudo que aparentemente não tem a ver e fica incrível. Alma não tem cor e música não tem fronteira.
Aqui no Vozes do Brasil a destribificação rola forte.
Minha agenda dos ultimos dias não me deixa mentir.
Aqui em casa entrevistei Claudia Dorei e falamos do seu trip hop tropical; Dani Gurgel esteve aqui com Vinicius Calderoni e falamos sobre as canções que eles fazem e cantam; Arícia Mess fez uma audição linda de seu novo disco pra nossos queridos e seletos convidados; Zeca Baleiro e Nô Stopa fizeram três músicas juntos ao violão só pra tocar no Vozes; Diogo Poças me recebeu no estúdio novo e cantou bonito a beça.
Vai tudo pro ar! Enquanto isso, curtam por aqui um pouquinho do que o Youtube nos proporciona e experimentem a diferença!

Claudia Dorei

Aricia Mess

Dani Gurgel

Anelis Assumpção e Claudia Dorei – as meninas cantam!

Cheias de talento e originalidade essas duas jovens artistas se apresentam em São Paulo nessa sexta feira. Elas são da mesma geração, da mesma turma, mas tem estilos diferentes. Essa é a tal diversidade da música contemporânea que eu tanto gosto.
Claudia Dorei faz um trip hop solar, ou tropical – como disse hoje no Caderno 2 o antenado Lauro Lisboa. Anelis Assumpção faz música de preto, malemolente, safada, irônica, misturando reggae, samba e o que mais der na telha. Anelis é pequenininha, mas a gente não desgruda os olhos dela no palco. Dorei é um mulherão de vestido comprido que toca trompete, puro charme.
Claro que as duas fazem parte do repertório do Vozes e de qualquer outra moda que eu resolva inventar. Aqui algumas imagens dos shows do Prata da Casa no Sesc Pompéia. Tenho o maior orgulho de dizer que foi curadoria minha!

http://www.myspace.com/anelisassumpcao

http://www.myspace.com/claudiadorei