Conexão Vivo Salvador: Ouça Aqui com Ortinho, Pepeu Gomes, Márcia Castro, Erika Machado, Romulo Fróes, Elza Soares e grande elenco!

Um final de semana prolongado na Bahia é garantia de diversão, quanto tem música no programa, melhor ainda! Foram noites incríveis, quentes, de lua, na praia da Pituba. Bastidores com cheirinho de dendê do acarajé e nos palcos a receita vitoriosa de encontro e de mistura que é o Conexão Vivo. Destaque para o encontro de Ortinho com Pepeu Gomes, Márcia Castro com a sua Pipoca Moderna, Lenine com Renegado. São Paulo com Pernambuco, Minas com Bahia e assim por diante. Ouça aqui a cobertura e entenda tudo!

OUÇA AQUI


VOZES ESPECIAL CONEXAO VIVO SALVADOR – BL.01 Ortinho, Pepeu Gomes, Armandinho, Márcia Castro, Mariana Aydar e Mayra Andrade.
VOZES ESPECIAL CONEXAO VIVO SALVADOR – BL.02 Lenine, Erika Machado, Manuela Rodrigues, Romulo Fróes, Elza Soares.

Lenine e Renegado

Mariana Aydar e Márcia Castro

Elza Soares fazendo graça

Paulo Moura, Marcelo Camelo e Elza Soares

Chegou aqui em casa um pacote Natura Musical com esse presente que é o livro Paulo Moura, Um Solo Brasileiro. É um retrato afetivo musical muitíssimo bem editado pela Casa da Palavra com entrevistas feitas por Halina Grynberg, psicanalista, escritora, produtora e mulher desse grande músico brasileiro por 26 anos. As entrevistas na verdade são conversas. Na apresentação do livro, um texto poético e amoroso, ela descreve um café da manhã ao lado de seu marido, esse mestre dos sopros, esse ícone da nossa música, e pra ela um homem “que não precisa dormir pra criar”. O livro é lindo. Ler é como ouvir Paulo Moura, é descobrir um universo riquíssimo por trás do som da clarineta.

Larguei o livro pra receber em casa o cantor e compositor Marcelo Camelo. Há meses esperamos por essa chance, ele e eu. O disco Toque Dela já rodou o país, já toquei quase todo no Vozes do Brasil e ainda nao tinhamos conseguido esse encontro. Ele veio com o violão mas como as novas músicas são mais pra guitarra ouvimos um pedacinho de um samba pop de Mallu Magalhães e uma versão de Los Hermanos absolutamente diferente. Marcelo fala dos livros que lê e se diz complacente com as diferenças – ouve de tudo! E assume. Já curtiu Bon Jovi quando garoto, gosta dos fados que ouve em Portugal, entrou numa onda Strokes agora no Rio e fala comigo sobre os compositores cabeça e os xamãs. Um papo delicioso, como era de se esperar. Falamos de Paulo Moura, sobre a história já clássica do ouvido interno que Villa Lobos disse a Jobim que tinha pra fazer música cheio de crianças em volta. Paulo Moura e Camelo tem em comum a impressão que o lugar onde estão, onde criam, onde estudam, imprime em suas composições. Não é lindo? Agora o Vozes em Casa com Marcelo Camelo entra na fila e breve vai pro ar.

Fiz essa entrevista ainda sob os efeitos da apresentação de Elza Soares no Conexão Vivo em Salvador. Foi inacreditável! Elza chegou na praia da Pituba numa cadeira de rodas, entrou no palco apoiada por dois homens e cantou sentada. Fez uma operação na coluna “mas não na voz”- disse ela. Essa mulher levantou a platéia de um jeito! Só mesmo com muita verdade, muita vontade de viver, muito amor à música. Que grande artista. E fez graça com o trompetista da banda Senta a Pua cantando com ele sentadinho ao lado dela “O Neguinho e a Senhorita”. Um charme. Injetou alegria e emoção direto nas veias de todo mundo que viu. Não foram poucos os que chegaram às lágrimas. Inesquecível. Falei com Elza para o Vozes do Brasil e logo teremos aqui e no ar a cobertura completa dessa etapa baiana do Conexão Vivo.
E assim começou a minha semana. Que bom!

No OUÇA AQUI um pouco da música de Minas Gerais

Na primeira parte do Vozes do Brasil dessa semana apresentamos uma edição da reportagem feita no Conexão Vivo em Belo Horizonte. Passaram por lá mais de 50 artistas entre eles Karina Buhr, Tulipa Ruiz, Pedro Morais e Lucas Avelar que estão no programa. E ainda o app Cavalo Motor para Iphone do espertíssimo Makely Ka e a delicinha non sense “Secador, Maçã e Lente” de Erika Machado que eu não tocava há tempos.

OUÇA AQUI


A música mineira hoje e o que passou pelo Conexão Vivo no Vozes do Brasil.

Conexão Vivo em BH: diversidade pra valer!

A festa foi no Parque Municipal, centro de Belo Horizonte e reuniu artistas de 7 estados do Brasil. Foram 5 noites de música brasileira sem parar, um lindo evento para públicos de todos os gostos. Em dois palcos armados entre as árvores se revezavam os shows. Friozinho, cheiro de cigarro de palha, pastel de angu delicioso e mais de 20 mil pessoas na maior paz.
Fiquei feliz de ver o sucesso de Karina Buhr, Tulipa Ruiz e Marcelo Jeneci. Achei incrível o respeito com Marku Ribas e Jards Macalé convidados de bandas mineiras. Bonito o show de Lucas Avelar convidando Afonsinho pra uma canja. E ainda teve Armandinho, Marcos Suzano, Pedro Sá, Renegado e Maria Alcina…
Há muito tempo o pessoal do Coquetel Molotov me convida pra acompanhar o Conexão e eu só pude mesmo ir nessa edição agora na semana que eles chamaram de Apoteose. Adorei. Fiz meus comentários pelo Twitter e vi os recadinhos na tela grande lá no Parque, encontrei muitos amigos e artistas que admiro e claro, trouxe gravações pra um Vozes do Brasil especial.
Por enquanto segue aqui o link pro portal Conexão Vivo e as fotos que fiz das noites coloridas em BH.
Em agosto tem Conexão em Salvador. Pretendo ir.

O sucesso de Tulipa Ruiz em BH


Karina Buhr e sua banda dos sonhos!