Brinque de ser sério, leve a sério a brincadeira!

Essa máxima saiu de uma música de Rita Lee que Gal Costa gravou no lp Caras e Bocas, “Me Recuso”. A letra é ótima, super divertida, libertária e dá panos pra Rita pintar e bordar no palco. Nesse vídeo feito em 1987 durante a turnê do disco Flerte Fatal no Maracanazinho ela se diverte apresentando a banda, provocando Gal que está na platéia e no final faz uma surpresa pro público com a Luz Del Fuego carioca. Tem que ver! Rita Lee em grande forma!

E os divertidíssimos mineiros do Pato Fu levam a sério a brincadeira desde sempre. Nesse novo trabalho resolveram radicalizar, tocam instrumentos de brinquedo e chamam as crianças pra tocar e cantar na banda. Mas tocam pra valer, o som tá demais! Nessa gravação eles fazem “Primavera”, sucesso de Tim Maia.

Taí um pessoal que se diverte com o que faz. Viva!

Os portugueses do CLÃ no Sesc Pompéia e no Vozes do Brasil

Acabo de voltar do Sesc Pompéia onde fui me encontrar com a banda portuguesa Clã. Eu os conheci há alguns anos através do Pato Fu e de Arnaldo Antunes de quem são parceiros. Nesse final de semana eles trazem para São Paulo o show de lançamento de um cd feito especialmente para ser lançado no Brasil: Catalogue Raissoneé.
O cd é um apanhado de 17 anos de história do grupo. No repertório a primeira parceria entre Arnaldo Antunes e Helder Gonçalves, uma parceria com John Ulhoa e uma canção dos Tribalistas para reafirmar a estreita relação da banda com a música feita no Brasil. Pra esses shows em São Paulo ainda teremos a participação de Zeca Baleiro. Sem esquecer que o Clã participou da excelente coletânea da obra de Waldick Soriano, Eu Não Sou Cachorro, Mesmo” e a banda curtiu muito a experiência de tocar música brega brasileira.
A Banda tem uma formação diferente: Manuela Azevedo (voz), Hélder Gonçalves (baixo piccolo), Miguel Ferreira (teclados), Pedro Biscaia (teclados),Pedro Rito (baixo) e Fernando Gonçalves (bateria). Percebeu? São dois tecladistas, dois baixistas e nehuma guitarra. O baixo piccolo que Helder toca foi “inventado” por ele que trocou as cordas do instrumento tradicional. Na entrevista pro Vozes no rádio ele explica direitinho.
As fotos foram gentilmente tiradas pelos rapazes do Clã enquanto eu fazia a entrevista. Adorei! Obrigada!

Agora vejam que delicia de canção que é “Sexto Andar”. Faz parte do cd Cintura.

FOFURICE MÁXIMA!!

Eu sigo a Rita Lee no Twitter! Adoro saber por onde ela anda. Minha filha ontem mesmo comentou que não ouve falar de show da Rita há um tempão. Na verdade, a danada tá correndo o país pro lançamnto do tal Multishow ao Vivo (Caetano se vira com a lei Rouanet, a Rita com um canal de tv e assim caminha a humanidade…).

Mas, foi lá no passarinho bisbilhoteiro que eu achei a Rita em Curitiba e na página que abriu mais um tanto de vídeos legais. Fernanda Takai e Rita lee tem tudo a ver e a nossa querida mineira foi muito inteligente em nao topar a volta dos Mutantes, teria estragado tudo. Veja que amor as duas cantando juntas. No finalzinho, encostadinhas uma na outra… fofurice máxima! Porque o tempo para mesmo quando a gente ama, não é? E pieguice pouca é bobagem!! Tá tocando “Não Se Reprima” na televisão e no rádio todo dia, por conta de uma propaganda que eu ainda não descobri do que de tanta atenção que presto na música. Entrei no clima.